Costanza Who - logo preto

bla bla bla marina

Follow Us

Pesquisar

Tendência: a obsessão da moda com as botas western

Saint Laurent e Calvin Klein já cantaram a bola e agora não dá mais para negar: as botas western, ou cowboy boots, são a grande aposta desse inverno. A moda tem dessas reviravoltas estranhas, resgatando peças que a gente jurou que jamais usaria de novo.

Mas, se lá fora elas ganharam força rapidinho, por aqui eu arrisco dizer que veremos uma certa resistência. É que, especialmente nos Estados Unidos, esse estilo de bota se consagrou como ícone de estilo entre os anos 40 e 50, época de auge dos filmes de velho oeste. Claro que, muito antes disso, elas eram usadas por motivos práticos por cowboys de verdade. Mas o fato é que esse é um look muito mais familiar para eles do que para nós, brasileiros. Porém, nada disso importa se você for, assim como eu, picada por essa tendência.



Nos anos 50, o mundo foi obrigado a engolir tais as botas western graças à Marilyn Monroe, que fez um ensaio fotográfico temático para o dia dos namorados com um look cowgirl. E, se a tendência poderia ter ficado reservada ao lado mais comercial da moda, isso não aconteceu: quase 30 anos depois, as polêmicas botas foram usadas até pela Princesa Diana. Muito chic, né?



As botas western vêm, oficialmente, em dois tipos: as tradicionais, que vão até o meio da panturrilha ou um pouco mais alto (originalmente para proteger a perna do montador) e a versão mais curta, até o tornozelo. De couro, hoje é possível encontrá-las numa infinidade de cores e nos mais diversos acabamentos e ornamentos. Se a intenção for fugir do óbvio, o jeito mais cool de usar as suas western boots é por cima de calças (jeans não conta!) ou com saias midi que acabam na mesma altura da bota. Será que pega?


Fundadora & Editora do Costanza Who. Jornalista e produtora de conteúdo sobre moda, beleza e comportamento.

Deixe um comentário