Larissa Felsen, fotógrafa de moda e beleza

Atual fotógrafa-queridinha da Glamour, Larissa Felsen veio de Atibaia pra São Paulo seguir seu sonho em 2010, e quatro anos depois pode-se dizer que ela encontrou tudo aquilo que buscava. Foi ela quem fez as fotos para a revista do (maravilhoso) Ian Somerhalder quando ele passou pelo Brasil e também quem fotografou aquela coleção incrível da Farm em parceria com a Adidas, sabe? Pois é, não seria errado dizer que 2014 está sendo o ano da Larissa, mas que daqui pra frente só podemos esperar trabalhos cada vez mais bacanas. 

Larissa Felsen fotografa de moda

DE ATIBAIA PARA SÃO PAULO

Larissa é a prova de que talento e força de vontade são capazes de te levar muito longe. Formada em jornalismo, ela começou a se aventurar na fotografia ainda adolescente fazendo algumas fotos estilo editorial de moda com as amigas, mas sem as roupas, sem modelo profissional. “É a sua amiga ali, sendo bacana com você.” Durante a faculdade, teve apenas um semestre de fotografia e toda o seu conhecimento teórico no assunto vem de livros que herdou de um tio, de forma completamente autodidata. “O interessante é que os livros são dos anos 70, 80 – a teoria é toda das câmeras analógicas e elas são bem mais complexas que a digital. Com a digital você fala tem várias chances de errar, apagar e tentar de novo”.

Foi no meio do curso, já sabendo que não queria trabalhar com jornalismo e tendo explorado a fotografia de forma amadora, quando começou a surgir a ideia de tornar o que então era apenas um hobby na sua profissão. Com isso, Larissa entrou no dilema de trocar o certo pelo duvidoso, já que pra se tornar fotógrafa profissional teria que se mudar pra São Paulo. “Acredito que a vida é curta, eu tenho essa vida agora então decidi fazer o que eu quero dela e ver se dá certo. E deu.”

OS PRIMEIROS JOBS

“Dei assistência durante um ano para um fotógrafo – eu entrei, na verdade, para aprender sobre luz. A minha experiência era toda externa, eu não sabia mexer em estúdio nem nada.” Depois de absorver o básico, era hora de mais um salto na carreira – começar a fotografar sozinha. Além do seu trabalho como assistente, Larissa Felsen também fez muitos jobs de testes em agências de modelo quando chegou em São Paulo – e, na época, seu portfólio se resumia a isso somado ainda às fotos de suas amigas de anos atrás. Mesmo assim, logo que saiu do estúdio do fotógrafo já conseguiu seus primeiros jobs.

Larissa Felsen fotografa de moda

Alguns dos esquemas de iluminação rascunhados por Larissa

“Um dos meus primeiros trabalhos empolgantes, não necessariamente o primeiro, foi a campanha que fiz para uma marca de surf em 2011. Você para e pensa: gente, é uma camapanha – são 40, 60 looks e sempre tem aquela insegurança se você vai dar conta. Sempre fico ansiosa antes, obcecando com cada detalhe e planejando todo o esquema de luz que, no dia, nunca acaba sendo aquilo mesmo. Mas no dia das fotos mesmo você acaba relaxando.”

A solução da Larissa pra praticar as habilidades fotográficas, ter liberdade nas escolhas visuais e ainda dar um up na carreira? Fazer as fotos simplesmente como portfólio, e depois procurar alguém que queira publicá-las. “Um editorial memorável foi um que fiz pro site Ben Trovato. Isso foi em 2011, um dos meus primeiros editoriais. Liguei na agência de modelo e falei – eu quero a Nathalia Oliveira, que na época estava fazendo Elle. E era naquele esquema sem cachê, num domingo. E nem eu acreditei, mas deu certo!”

SERÁ QUE FOTÓGRAFA TAMBÉM TEM ROTINA?

“Ah, cada trabalho é diferente. Eu gosto muito quando o cliente entra em contato com um ou dois meses de antecedência para fazer campanha, pra ter tempo de trocar referência. Mas geralmente as revistas que eu faço dão um briefing um dia antes. A minha rotina tem sido mais: Você tá livre amanhã? Tô.” Numa semana comum, Larissa fotografa de quatro a cinco dias entre revistas, campanhas e, raramente, books de modelo.

“Em termos de rotina é acordar cedo, fotografar o dia todo, voltar pra casa, passar as fotos, já pensar na foto de amanhã… E eu sou muito obcecada com equipamento, então eu sou aquela que eu fico de olho na bateria que tá carregando, tô tratando foto mas ela tá ali… Aí colocar tudo na mala, ver se está tudo realmente na mala.” E o que parece ser óbvio, como o prazo de entrega das fotos, na verdade é um dos diferencias da profissional principalmente ao tratar com o mercado editorial. “Eu tenho obsessão também mandar as coisas muito rápido. Se eu tiro uma foto hoje e acaba relativamente cedo, tento mandar no mesmo dia pelo menos as fotos em baixa. E isso faz diferença porque jornalista, especialmente em época de fechamento, tá sempre com pressa.”

Larissa-Felsen_fotógrafa-de-moda_Costanza-Who O EMPREGO DOS SONHOS TAMBÉM TEM SEUS DOIS LADOS

“A melhor parte é acordar todos os dias e falar gente, que sorte que eu tenho de fazer o que eu realmente gosto e conseguir manter uma vida com isso. E outro lado que eu vejo como muito positivo é a satisfação depois que você fez a foto, seja revista, campanha, pra você mesmo, de você terminar o trabalho e poder dizer: eu fiz uma coisa bonita hoje. Eu acho que o mundo é muito pesado, muito estressante e feio, de certa forma. Fazer uma coisa bonita tem uma importância pra mim e me faz feliz.”

E como toda profissional que aprendeu que colocar o sonho no topo da lista de prioridades muitas vezes é necessário, um dos lados negativos geralmente é o que você deixa de lado pra chegar onde quer. “A minha vida social tem andando meio em baixa. Vamos sair? Vamos, mas de repente a revista precisa de um abre e eu não perco oportunidade. Mas eu acho que negativo mesmo talvez seja a falta de respeito com a categoria, mas isso vem desde uma esfera maior, de governo. Vem um pouco também da má imagem que fotógrafos irresponsáveis, que não entregam as fotos, que fazem um trabalho ruim, deixam no mercado. Mas é isso, acho que em todas as áreas tem muita gente boa mas muita gente não tão boa.”

 

Gostou?

Pra ficar sabendo (só uma vez por semana!) do que publicamos de mais legal aqui no Costanza Who,
clique aqui e cadastre seu email na nossa newsletter


Um comentário em Larissa Felsen, fotógrafa de moda e beleza

  1. Natalia Dian comentou:

    Sou fotógrafa aspirante e essa matéria me deu um gás gigante. Que sonho! Inspiração ótima!

    Parabéns, Marina!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *