Se tem uma coisa que nunca tive muita paciência, foi cuidar direitinho das redes sociais do blog. Momento desabafo: já criei twitter e instagram dedicado – e abandonei os dois! Nunca tive muita vocação para digital influencer, mas também admito que o tempo que isso me tomava era um sério problema nessa equação. Nessa nova fase, resolvi assumir que o CW não tem mesmo essa pretensão de atingir os milhares de seguidores e isso me tirou um peso enorme das costas. E foi quando eu descobri o CoSchedule.

Resultado: fiz uma limpa e fiquei com apenas um perfil por rede social, seja com meu nome ou no nome do blog (acho que cada mídia merece um direcionamento diferente). E fui atrás de uma ferramenta que me ajudasse com isso. Caí sem querer numa que chamava CoSchedule, a primeira vista apenas para me ajudar com o calendário editorial. Foi aí que descobri o plugin para wordpress e não consegui me desgrudar.

CoSchedule blogs

Vamos começar pela parte ruim? É um serviço pago, são US$ 19 por mês ou quase 40 reais removidos da minha conta bancária. Em janeiro, fui cortar custos e achei que pudesse viver sem ele (depois de mexer no layout do blog). Mas não deu tempo nem de acabar os dias restantes na minha assinatura que eu entrei em desespero e voltei atrás (juro!). E eis o porquê.

Uma vez feita a assinatura, cadastrada as suas redes sociais e instalado o plugin no wordpress, você nunca mais vai precisar sair do seu painel para manter tudo atualizado. Ou seja, vantagem número um: ele te economiza muito tempo. Na mesma página em que você escreve um post, você encontra uma caixa com as opções do CoSchedule. Essa é a visão:

CoSchedule para blogs

Se não quiser ter trabalho, ele coloca automaticamente o título do post + o link encolhido no seu programa de preferência. Ou, é claro, você pode personalizar o que vai sair. Você vê ao vivo uma prévia de como vai ficar visualmente naquela rede social e escolhe quando quer que seja postado. No mesmo dia e na mesma hora que o post ou algumas horas depois.

Em tempo: recomendo usar junto com o Buffer, que analisa para você os melhores horários para postar e separa o seu conteúdo ao longo do dia. Ele conecta com o CoSchedule, então quando você criar um conteúdo, vai ter uma opção “enviar para o Buffer” e pronto, está feito! Nada de ter que decorar os melhores horários para cada mídia e digitar isso toda vez. A palavra da vez é economia de tempo.

É claro que eu uso uma parcela super pequena do que ele tem pra oferecer. Honestamente, tenho quase certeza que sou a única que não liga tanto para o calendário editorial em que você pode arrastar e soltar um post para movê-lo – que pelo visto é a ferramenta mais famosa. Sei que você também consegue conectar com o Evernote, Google Docs, Analytics… Ainda chegou lá.

Pra mim, o saldo foi superpositivo. Consegui postar frequentemente em redes antes esquecidas, como Google + e Linkedin – e ambas têm me trazido muito mais acessos do que o esperado. E mais do que isso, sabe aquela recomendação de promover posts mais antigos para gerar tráfego que é ótima na teoria mas na prática a gente nunca lembra? Então, também consegui fazer. Já pode assinar o CoSchedule para o resto da vida?

••• Onde encontrar: coschedule.com

2 Comments

  1. Gostei! Me parece bem interessante, mas não sei se posso arcar com esse custo agora, especialmente porque já uso o Instamizer para programar posts de clientes no Instagram.. Enfim, muita coisa de uma vez só. Mas vou pesquisar esse direitinho, vai que ele também tem uma função assim.
    beijos!

    • Marina Espindola Reply

      Instagram ele não tem, Isa! É a única rede que ficou de fora.
      Realmente, eu já pensei muitas vezes em cortar o custo, mas pra mim funcionou tão, tão bem que não tenho coragem rs. Em compensação, o insta não é prioridade 🙂

      Bjs

Write A Comment

Pin It