Os 100 anos da Keds e a criação do “sneaker”

É capaz que, assim como eu, você também não tenha ouvido falar nela nos últimos anos, mas lá no fundo ainda guarde o nome com carinho. Pois em 2016 a Keds, marca de tênis que marcou a infância de muita gente (a minha, pelo menos!), completa 100 anos e volta com força renovada. Na verdade voltar não é o melhor termo, uma vez que ela nunca deixou de existir, mas o centenário serve aqui como divisor de águas para uma nova fase – mais atual e em sintonia com o desejo de seu consumidor.

História de Moda: Keds completa 100 anos

(Fotos: desse post do blog Dash of Darling)

Pela primeira vez, a marca participou do SICC – a feira de calçados que acontece no Sul todo ano e que a gente foi conferir ao vivo. Aliás, você sabia (eu não!) que foi a Keds quem inventou o termo “sneaker”? Pois vem ver o que mais a gente descobriu sobre ela durante esses dias.

A História da Keds e o nascimento dos sneakers

Criada em 1916, a Keds (inspirada pela palavra peds, que significa “pé” em latim) chegou no mercado para transformar o conceito de tênis da época. Em lona e com solado de borracha ao invés de couro, a marca tornou o calçado mais leve, maleável e confortável. Foi então que o publicitário Henry Nelson McKinney criou uma propaganda que eternizaria os tais modelos como “sneakers”, já que as solas eram tão silenciosas que eram perfeitas para “sneak”, ou seja, espiar ou se esgueirar.

O modelo branco mais icônico da Keds, chamado de Champion, é uma das primeiras apostas da empresa. Em 1926, foi criado o modelo Triumph, uma versão voltada para os esportes. Ele foi escolhido por muitos atletas olímpicos, jogadores de futebol e tenistas renomados mundialmente, o que lhe rendeu o apelido de “sapato de campeão”. Em 1934, a Keds lançou os modelos coloridos e, em 1938, os Kedettes, mais femininos e, pela primeira vez, com saltos e plataformas.

História de Moda: Keds completa 100 anos

Keds e as celebridades

Além de ser usado por Audrey Hepburn, Marilyn Monroe e Jackie Kennedy, o tênis entrou para a história ao ser escolhido por Yoko Ono para subir ao altar com John Lennon. Outro momento de glória foi a participação no filme “Dirty Dancing” (1987): o sneaker virou uma febre mundial porque Frances Houseman (Jennifer Gray) usava o modelo em suas aulas de dança.

Mas o auge de sua popularidade foi mesmo na década de 90. As vendas alcançaram a marca de US$ 300 milhões, e grande parte desse desejo foi gerado pelas celebridades. A Keds também foi uma das primeiras marcas a lançar coleções limitadas assinadas por grandes designers, como Lily Pulitzer e Todd Oldham.

O renascimento da Keds e a campanha Ladies First

Ao longo dos anos, a marca acabou caindo na mesmice e acabou perdendo o seu apelo ao passar pela virada do século. Não é para menos: o começo dos anos 2000 já é apelidado por historiadores como “supermercado de estilos”, já que a moda começou a acelerar sua busca incessante por novidades.

Pois em 2015, a marca acerta em cheio ao lançar uma campanha inspirada pelo poder feminino, a “Ladies First”. À frente, ninguém menos do que a cantora Taylor Swift, que desde 2010 é embaixadora global da marca.

A história da Keds, que completa 100 anos

Campanha Ladies First da Keds com a atriz Allison Williams (do seriado Girls), que também vai dirigir e estrelar dois vídeos da marca

Atualmente a Keds é vendida em mais de 80 países ao redor do mundo e tem mais de 30 lojas próprias, as Keds Outlet Stores, nos Estados Unidos. Olha outro fato interessante: o Brasil é o maior mercado da marca fora dos Estados Unidos e conta com suas próprias parcerias, entre elas com a marca Quem Disse Berenice? e, a mais recente, com a marca Maria Filó. E, nesse ano de comemorações, a galera da Keds Brasil aconselhou a gente a ficar atento, porque tem muita coisa legal planejada para 2016. Quem duvida de que vai ser um sucesso?

 

Gostou?

Pra ficar sabendo (só uma vez por semana!) do que publicamos de mais legal aqui no Costanza Who,
clique aqui e cadastre seu email na nossa newsletter


Um comentário em Os 100 anos da Keds e a criação do “sneaker”

  1. Vera Lauria comentou:

    Amo Keds!!!Usei a vida toda,porém com um problema de coluna não posso por não ter um saltinho de 1cm.
    Estou esperando as novidades!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *