Por que o Twitter tem apostado tanto no SPFW

Até 2019, 80% do tráfego de internet do mundo será em forma de vídeos. Ou, pelo menos, essa é a aposta do novo relatório da Cisco. E olha só como as coisas são, lembram que no post anterior conversamos sobre a importância de entender como os nossos hábitos e valores vão pautar a nossa forma de consumir nos próximos anos? Seguindo essa lógica, quer dado mais importante do que nosso comportamento na internet? E é claro que as grandes empresas de mídia já sacaram esse movimento – em especial o Twitter, que é o nosso estudo de caso de hoje.

Twitter no SPFW

A forma como você consome conteúdo na internet está prestes a mudar!

A rede foi lançada lá em 2009 e desembarcou aqui no Brasil em 2012, com um escritório em São Paulo para apoiar parceiros e usuários locais. Dois anos depois, a empresa abriu mais um espaço, dessa vez no Rio de Janeiro, que é dedicado às parcerias de mídia. No total, são mais de 100 funcionários! Não é a toa, já que estamos entre os cinco principais mercados para a rede social.

Embora o Twitter aceite fotos e vídeos em sua timeline, ele também captou rapidamente esse movimento da internet e, em 2012, lançou o Vine – que é aquele app para capturar vídeos curtos em looping. Já o Periscope, o app das transmissões ao vivo, foi inaugurado em março do ano passado e em 10 dias alcançou a marca de 1 milhão de usuários.

Twitter no SPFW

O mesmo telão que mostra os desfiles nos corredores da Bienal apresenta, durante 1 minuto, os melhores tweets com a hashtag #spfw

Mas o que o Twitter tem a ver com o SPFW?

Aproveitei que estava aqui pela Bienal para conversar com a Luisa Sacchetto, que é gerente de parcerias de mídia do Twitter para novos mercados. “Na verdade”, ela me corrigiu, “essa parceria já existe há 3 anos, desde que a gente começou a fazer ações específicas dentro do evento.” De 2014 para 2015, o uso das hashtags #SPFW e #Moda no twitter cresceu mais de 2000% no volume de impressões, que é o número de vezes que os tweets foram visualizados dentro e fora da plataforma.

“Então a gente sabe que a conversa sobre moda está no Twitter. Diferente das outras plataformas, é uma rede de interesses, as pessoas estão no Twitter porque querem acompanhar alguma coisa, seja lifestyle, beleza, esporte, televisão. Nessa semana, queremos mostrar um pouquinho de tudo que acontece dentro do SPFW pra quem tá em casa e que não pode estar aqui, tem esse desejo de levar e amplificar o conteúdo pra todos, que é um desejo também do Paulo Borges”, completa Luisa Sacchetto.

Twitter no SPFW

O Twitter Challenge é outra ação – são dois espelhos (com ipads acoplados) que circulam pelos corredores, e as fotos mais legais sobem direto no @spfw

São várias as ações – e eu quero dizer várias mesmo! Além do telão que mostra os melhores tweets com a hashtag #spfw, o Twitter convidou 15 influenciadores, ou talents, como eles costumam chamar. “São fashionistas, blogueiras e cantoras, homens e mulheres, que a gente convidou e que vão ter acessos exclusivos aqui dentro do SPFW. A gente vai entrar com eles dentro dos camarins, eles vão poder ver realmente aquele burburinho, na hora que o pessoal está fazendo make, as meninas se vestindo, toda preparação de desfile.”

Toda essa cobertura é compartilhada não só pelo Twitter como também pelo Periscope, inclusive num formato novo de Q&A, em que os seguidores podem fazer perguntas que são respondidas com vídeos curtos de até 30 segundos. Esse último, no entanto, está disponível apenas para um seleto grupo de influenciadores, pelo menos por enquanto. Quem mais não vê a hora de poder usar?!

Acompanhe

Essa matéria faz parte da cobertura do SPFW N41

 

Gostou?

Pra ficar sabendo (só uma vez por semana!) do que publicamos de mais legal aqui no Costanza Who,
clique aqui e cadastre seu email na nossa newsletter


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *