Ok, eles não são exatamente filmes sobre moda, mas a intenção ainda vale. Afinal, os filmes se apoiam nos figurinos para contar uma história, passar credibilidade e construir seus personagens. Alguns mais do que outros fazem esse trabalho tão bem feito que são um prato cheio para quem ama moda.

Por isso, prepare a pipoca e mergulhe com a gente nessa seleção de 7 filmes de moda que você (provavelmente) nunca ouviu falar mas vão tornar as suas férias muito mais encantadoras.

1. A Regra do Jogo (1939)

No final da década de 30, convidados de um casal burguês e seus empregados passam o verão em uma casa de campo. Um baile de máscaras é dado e várias tramas de romance são desenroladas, abalando a ordem social vigente. O figurino é assinado por Coco Chanel, que se inspirou nos uniformes do orfanato onde passou a infância para criar o vestido preto de punhos e colarinhos brancos da camareira Lisette.

A Regra do Jogo

2. Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (1977)

Dirigido por Woody Allen, este filme conta a história do comediante Alvy Singer (Woody Allen), que desenvolve uma paixão neurótica por Annie Hall (Diane Keaton). Além de ter conquistado quatro Oscar em 1978 (entre eles, o de melhor filme), o figurino é assinado por Ralph Lauren. Durante a trama, as roupas usadas por Diane se assemelham muito as de Woody: camisas e calças largas, coletes e gravatas.

Noivo Neurotico, Noiva Nervosa

3. O Quinto Elemento (1997)

O filme, de ficção científica, conta a história de um taxista que tenta impedir a destruição da Terra, buscando descobrir o que é o quinto elemento. A história se passa no século XXIII e conta com carros voadores, maquiagem Chanel que se aplica sozinha e figurino criado por Jean Paul Gaultier. O macacão de tiras usado pela personagem Leeloo (Milla Jovovich) e seu cabelo laranja se tornaram marca registrada dessa história futurista.

O Quinto Elemento

4. O Bandido da Luz Vermelha (1968)

O filme se passa em São Paulo e conta a história de Jorge (Paulo Villaça), inspirado na trajetória real do bandido João Acácio Pereira da Costa. Jorge é um personagem complexo que, ao assaltar casas, começa a se vestir com as roupas roubadas, ficando obcecado por camisas estampadas e calças justas. Segundo Alexandra Farah, é “um exemplo raro de filme nacional que usa o figurino masculino como ferramenta de narrativa”.

O Bandido da Luz Vermelha

5. Moulin Rouge: Amor em Vermelho (2001)

Velho conhecido, eu sei. Mas é tão incrível que não podia ficar de fora. Os responsáveis pelo figurino, Catherine Martin e Angus Strathie, desenharam centenas de croquis e fizeram os polêmicos corseletes uma das principais tendências da época. Uma curiosidade: estrela do filme, Nicole Kidman odiou ter que usá-los e, inclusive, quebrou uma costela nos ensaios. Ops!

Moulin Rouge

6. Ame-me Esta Noite (1932)

O apaixonante musical conta a história de um chique alfaiate francês que se apaixona por uma princesa. O galã Maurice Chevalier, ícone fashion que ficou conhecido na França por usar smoking com chapéu de palha, é um dos principais motivos para se ver o filme. A charmosa princesa Jeanette (Jeanette MacDonald) é outro destaque – a facilidade da atriz de se despir em cena, assim como as camisolas rendadas que ela usava, conquistaram os holofotes da época.

Ame-me Esta Noite

7. Charada (1963)

Não tinha como fazer uma lista que une filmes e moda sem citar Audrey Hepburn e Hubert Givenchy. Nesse suspense, Audrey interpreta Regina, uma milionária que, ao voltar de férias, encontra o marido morto. Givenchy construiu uma jovem dama sem as saias rodadas, abusando de cores e tailleurs, marcando a transição do estilo de Hepburn: da menininha meiga para a mulher segura e independente. O look mais marcante, um vestido com capa de chuva e galochas, não foi o preferido da atriz, e sim um casaco vermelho de lã, que foi pra casa com a atriz no fim das filmagens.

Charada

* Apresentando esses e outros filmes apaixonantes, a jornalista Alexandra Farah escreveu “101 filmes para quem ama moda“. Com curiosidades e fotografias dessas produções, o livro foi publicado pela editora Senai-SP neste ano.

8 Comments

  1. Excelente seleção! Há alguns filmes dessa lista pelos quais sou apaixonada e há outros que eu não conhecia. Aumentou meu cabedal. Só tem um pequeno errinho: a imagem que está ilustrando “O Bandido da Luz Vermelha” na verdade é do filme “Acossado”.

    • Marina Espindola Reply

      Que bom que você gostou, Rafa!

      E obrigado pelo aviso, subimos a foto errada mesmo rs. Já tá tudo certo agora 😉

      Bjs

  2. Adorei a lista e quero ver todos (serio vou assistir e reassistir cada dia um contando hoje). Gostei porque saiu daquelas listas cliches da internet <3 alguns ja conhecia outros nao. Adorei real!

    • Marina Espindola Reply

      Oi Gi, que bom que você gostou! Tentei juntar alguns mais desconhecidos mesmo até porque todas as listas são sempre iguais hahahaha

      Bjs bjs

  3. Oi Marina, dois filmes que eu amo nessa lista: A Regra do Jogo e Annie Hall. <3
    O Charada eu nunca assisti, já coloquei na listinha aqui!

    (Não entendi porque a imagem referente ao filme O Bandido da Luz Vermelha é um still do Acossado. ???)

    • Marina Espindola Reply

      Tks pelo aviso, Cami! Já arrumamos 😉

      E assiste Charada, MUITO bom!

  4. Que postagem legal!!
    Eu adoro aprender mais sobre a influência que a moda causa/causou nas diversas épocas. Acho essencial pra quem quer trabalhar com fotografia de moda (eu, talvez xD). Salvar aqui nos favoritos hehehe

    =**

  5. Pingback: Chata de Galocha! | Lu Ferreira » Arquivos Links da semana: a beleza está nos olhos de quem se vê bela - Chata de Galocha! | Lu Ferreira

Write A Comment

Pin It